12 99754 1285

AUTORES

Bruno Candéas

Bruno Candéas é poeta e compositor. Sua obra literária, é composta pelos livros: “Poeta nu na alcova” (2002), “Filé 1,99” (2003, parceria com o poeta Malungo), “A Trégua dos ditadores” (cordel - 2004),  Férias do gueto” (2004), “Indigestual” (2006) e este “Teatrauma” (2018). Integrou algumas dezenas de antologias no Brasil e no exterior, entre elas: Marginal Recife 3 /PE, Mil Almas Mil Obras /Chile, Margens do atlântico /Portugal, “Poesia viva do Recife” /PE, “Poetas independentes” /PE, Poetas en/cena 2 /MG, Maturí /SE, Poetas malditos /Angola, Antologia - poetas brasileiros contemporâneos /RJ. Colaborou com mais de uma centena de fanzines e informativos no Brasil e no exterior, entre eles: O Capital /SE, Panorama da Palavra /RJ, A Cigarra /SP, Lítero pessimista /PE, O Boêmio /SP, Pense aqui/SP, IL Convivio /Itália, Revue d’art et de literature /França, Al Margem /Espanha, Remolinos /Peru, Café Berlin /Alemanha, e Diez Dedos /Colômbia.