• Ciranda de Maria Cecília

GÊNERO:  Poesia    

FORMATO:   14X21   | ANO: 2018                  

PÁGINAS:  142  | Pólen Bold 90 gr


SINOPSE:

                O poeta de “Ciranda” não é ser de apenas rimas, flexível como bom escritor, escreve prosas, ficção, e, também, traz informação, cultura, por meio de nomenclaturas gregas, clássicas e cultas.
                No entanto, o domínio da poesia, na beleza estética dos versos abrem a possibilidade de melhor categorizar os intuitos dos sentimentos propostos por Elieser Cesar. As temáticas da infância resgatadas na nostalgia das lembranças, representados por alegorias e imagens de retratos, significação das memórias, alternam-se, também, com temas místicos, sobrenaturais e incognoscíveis como a morte.
                Seguindo nos malabarismos de sua habilidade, o poeta demonstra especificidade para captar as coisas mais simples, mesmo que elas estejam estreitamente associadas com coisas complexas, assim sendo, o seu olhar de poeta enxerga as bonitezas contidas nos passarinhos, na folha da árvore que cai, sendo sempre simples, mas ao mesmo tempo versando uma harmonia que vem, de sua sensibilidade buscadora, delicada.
                Assumindo orgulhosamente suas singularidades o poeta diz, “Acaso tem a espada inerte / A obrigação do corte? Não pode uma lâmina deslizar / Nos contornos de uma pétala?”, fazendo deste modo com que o seu posicionamento seja o de alguém que sussurra “enxergo beleza mesmo nas ambivalências da vida”.        



Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.

Ciranda de Maria Cecília

  • R$37,00

Etiquetas: Candeeiro