• Chame Como Quiser

GÊNERO: Contos              

FORMATO: 14x21 | ANO: 2017              

PÁGINAS: 144| Pólen Soft 80 gr. 


SINOPSE:

Os contos de Anderson Henrique beiram o corriqueiro das crônicas, os personagens secundários e figurantes espalham-se pelo mundo de “Chame Como Quiser” como objetos, peças e cenários, característica que torna estas histórias próximas ao leitor, que reconhecerá o seu dia a dia, comum, em contos que almejam a descrição por meio de uma levada de palavras fluídas, contemporâneas. Histórias de famílias nos quais os pais, filhos, e irmãos servem como fagulhas para a enormidade de personagens trazidos nestes contos, embora as letras desta obra não objetivem a densidade psicológica e sim, mostrem uma preferência pelo raso das aparências, numa artimanha proposital do retrato social, as relações humanas se tornam mecânicas pelo automatismo da rotina. Anderson Henrique escolhe uma temática que se encaixa nos contextos mais diversos do dia a dia; quando o autor se propõe a falar sobre o personagem de “Invisível” o faz mergulhado no contexto escolar, trazendo o viés de um estudante adolescente; por detrás da normalidade da vida de filho abençoado pela família padrão, que toma café juntos pela manhã, reside uma falta de interatividade entre estes semelhantes que culmina no ápice do esquecimento do filho por parte do pai. Embora o mundo factual e corriqueiro faz-se marcado em cada página da obra, um olhar curioso é capaz de detectar as sutilezas das críticas que denunciam a modernidade e a maneira como as relações são sustentadas na tenuidade das aparências.




Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.

Chame Como Quiser

  • R$37,00


Etiquetas: Castiçal