• Guerra

GÊNERO: Poesia                

FORMATO: 14X21      | ANO: 2017               

PÁGINAS: 90 | Pólen Bold 90 gr




SINOPSE:


 A “Guerra” de Guilherme Aniceto é armada de versos. O autor propõe uma revolução de palavras, de amor, de sentimentos, como fortaleza para a luta contra o sufocante duelo com as misérias impostas pela ambição, pela corrupção, pela discriminação. Guilherme aponta, que a guerra vivenciada pela humanidade é direcionada para o naufrágio, contra isto o autor sugere a salvação dos versos, “parece tão mais simples / versejar, que velejar / a nau rumo ao naufrágio”. As palavras do escritor, são resistência, principalmente contra a discriminação, o autor almeja um mundo orientado pelo o amor, no qual as diferenças possam ser contempladas sobre viés de encantamento pela diversidade. Os amigos do poeta, são, como ele afirma, “Josés e Marias”, aqueles que sobrevivem conservando o estigma do amor, mesmo entre os obstáculos, a miséria e a dura realidade. O autor lembra que embora as batalhas, a violência e a insensibilidade possam receber as vitórias materiais, o amor, os abraços, a amizade, ficam para aqueles capazes de se doar, de perseverar. Algumas vezes em torno da melancolia, o autor denuncia a marcha da bala, o perigo da urbanização, a falta de afeto, mas o faz em meio aos seus versos, que embora carregam a maturidade angustiante de um astuto observador, sensível as mazelas da humanidade, trazem também a esperança de que os versos superarão o ódio; nos poderosos escudos da palavra descansam resguardados a sensibilidade e a essência do amor.

                                                                                                                                                                                                   

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.

Guerra

  • R$34,00
  • R$17,00

Etiquetas: Lampejos