• O Mar não está Mais

GÊNERO:  Poesia                      

FORMATO: 14X21 | ANO: 2016               

PÁGINAS: 110 | Pólen Soft 90 gr


SINOPSE:

            Drago Stambuk, autor de “O mar não está mais” nasceu na cidade de Brac. Este local é palco de grande pluralidade cultural, tendo no intercâmbio das diferenças, sua fonte de riqueza. O autor não esconde a satisfação que sente por ser morador de Brac, local agraciado pelas belezas do mar. Além das belezas físicas do local, o escritor salienta em seus poemas, a diversidade simbolizada pela cidade. No poema inicial da obra intitulado ‘O Punho” o escritor narra um episódio do seu encontro com um tal Mohamed, morador da Bósnia. Na sua poesia livre e sem condecorações líricas, o poeta utiliza a sutileza dos sentimentos descritos, para falar de sua emoção ao contato com tal homem. A grande questão desta poesia, é o fato deste homem ser da Bósnia, e por isto, trazer consigo todas as particularidades deste povo, pelos seus trajes de vestir, pelo seu jeito de andar. Esta alegria, por ser o poeta um contemplador das diversidades culturais, é continuamente expressa nos demais poemas, como em “Kalki”. Nesta poesia, o escritor diz ver um camponês, em volto por um campo de arroz, e compara-o a outros seres místicos, como José da Bíblia, ou um deus indiano. Esta associação com diferentes seres culturais, acontece porque Brac é um palco histórico, berço de acontecimentos ancestrais. Com uma poesia hermética, Drago Stambuk traz em sua obra a ampla riqueza da confluência dos povos, que unidos representam a vasta gama de conhecimentos humanos à cerca da história, por isto mesmo, ser morador de Brac, desperta no poeta, a sensibilidade para reconhecer na cultura o alicerce construtor de poesia.



Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.

O Mar não está Mais

  • R$35,00

Etiquetas: Candeeiro