• Anticorpo

GÊNERO:   Poesia                   

FORMATO: 14X21 | ANO: 2017                       

PÁGINAS: 78  | Pólen Bold 90 gr




SINOPSE:

O autor de “Anticorpo” convida o leitor a encarar a realidade com meticulosidade e assim duvidar dos sentidos já amorfos no tédio do cotidiano, para ir além, transcender as aparências acinzentadas de monotonia, ao constatar nas coisas tangíveis um estranhamento. Ao olhar o próprio corpo, o autor reconhece nas suas formas desgastadas tudo o que vive de forma caótica, e nisto o próprio “Eu” do narrador enxerga-se como um estrangeiro, alienado da própria familiaridade, esta que até então era vista de maneira mecânica, sem atentar para o fato de que o corriqueiro existe quase de modo despercebido. Dando voz a subvida dos excluídos, dos desencaixados o autor fala do homem que não é visto, marginalizado, que existe sorrateiramente entre os escombros do seu fracasso, “Homem no meio do terminal / Tal qual um buraco que se move / Unhas negras grandes sapatos marrons”. Os temas densos de Anselmo carregam sobriedade, uma seriedade que só é possível frente a um olhar maduro por sobre os fatos da vida, como o próprio nome sugere, “Anticorpo” opõe-se ao substrato mais primordial da existência, o corpo, morada da alma, por isto, devorar estas palavras requer coragem e audácia, e oferecem como prêmio um olhar de sobriedade frente a realidade.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                        

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.

Anticorpo

  • R$34,00
  • R$17,00


Etiquetas: Candeeiro